01/03/2010

"Eu, visto pelo outro nem sempre sou eu mesmo.
Ou porque sou projetado melhor do que sou, ou porque projetado pior.
Não quero nenhum dos dois. Eu sei quem sou. Os outros me imaginam.
Inevitável destino do ser humano, de estabelecer vínculos, cruzar olhares, estender as mãos, encurtar distâncias."
 
Pe. Fábio de Melo
Link Curto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo seu comentário!