07/06/2010

Como manter vívida a chama da ternura num tempo de tanta covardia afetiva.

Ana Jácomo.
Link Curto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo seu comentário!