02/08/2010

''...acontece que, com ou sem cama, gosto profundamente de você. (...) não é afastando as pessoas que te amam - como eu, por exemplo - que você vai se sentir melhor. entenda que eu quero estar com você, do seu lado, sabendo o que acontece. de repente me passa pela cabeça que a minha presença ou a minha insistência pode talvez irritá-la. então, desculpa não insistirei mais. (...) eu queria dizer que eu estava com você, e a menos que você não me suporte mais, continuaria te procurando e querendo saber coisas. bobagens? pois é, se quiser ria como você costuma rir para se defender. não estou me defendendo de nada. estou perguntando a você se permite que eu tenha carinho por você. Mas estou aqui, continuo aqui não sei até quando, e quando e se você quiser, precisar dê um toque. te quero imensamente bem, fico pensando se dizendo assim, quem sabe, de repente você até acredita. acredite.'' 

Um trechinho do Caio Fernando Abreu
Nossa, fazia tanto tempo que eu não postava nada, tentava e tentava mas o blogger não fazia login de jeito nenhum. O bom é que agora consegui e vim postar alguma coisa, mas não frases feitas, algo que eu mesma quero expressar. Esse tempo que deixei de postar aconteceram tantas coisas, e coisas muito boas por sinal,  estou novamente me sentindo feliz, meio que realizada, hoja acabam as férias e estou de volta ás aulas, mais um motivo para estar feliz, vou rever meus colegas, professores e estudar que é o que estou gostando de fazer após varios anos sem vontade rsrs. Sexta-Feira foi meu aniversário, fiz 20 anos, adorei muito meu niver e tudo que se estendeu até ontem, no domingo. É tão bom saber que as pessoas tem carinho pela gente, saber disso me deixou mais alegre, sábado fui no show no Nenhum de Nós, bah estava muito bom, não sei o que ouve comigo porque não consegui dançar como de costume, estava muito tensa sábado, sei lá. Mas apesar disso embora eu negue foi otimo rsrs. Estou um pouco confusa com algumas coisas, eu venho falado muita coisa que não é, eu ando calando tudo que realmente quero dizer e a causa disso é simples: Medo. Nunca fui uma pessoa de sentir medo de falar o que realmente quer, mas ultimamamente ando assim, infelizmente. Espero que um dia eu crie coragem de falar o que reamente quero, só espero que esse dia chegue logo e que não seja tarde demais. No resto está tudo bem, tenho amigos e amigas maravilhosos que me fortalecem mesmo não estando muito próximos. Isso é o mais importante, apesar de tudo que somos, temos pessoas que gostam de nós assim mesmo.